Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

   
  HOLOCAUSTO ...  
  O ERRO DOS JUDEUS E DOS GENTIOS ...  
  Veja Mais ›  
 

 
  CAPAS ...  
  AS QUALIDADES DE UM CASAL E A SUB ...  
  Veja Mais ›  
     
 

 
 
 
(11) 97374-6766
 

  
 
 

 
 

 
 

Jerusalém e os Túmulos de Jesus.

 

Em 1981 estive pela primeira vez em Jerusalém, logo de chegada a emoção foi muito grande por ser aquela cidade o berço do cristianismo e de outras grandes religiões. O cristianismo procedeu do judaísmo através de Jesus Cristo o Filho do Deus Altíssimo, o Messias prometido no Antigo Testamento. Visitei vários lugares: Muro das Lamentações, Monte Sião e o Monte Moriá, onde está a Mesquita de Omar, lugar sagrado para o Islamismo, para o Judaísmo e para o cristianismo. Visitei outros lugares os quais todos os que visitam Jerusalém fazem questão de conhecê-los. Para mim foram dias inesquecíveis, porém o que me chamou atenção foi que em Jerusalém existem dois túmulos que dizem ser de Jesus Cristo.

 

A Bíblia diz que Jesus foi crucificado fora da cidade  em um lugar chamado Calvário, conhecido como Gólgota que significa lugar da Caveira e sepultado nas proximidades, veja (João 19:17, 41 e 42) “E, levando ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Calvário, que em hebraico se chama Gólgota (...) E havia um horto naquele lugar onde fora crucificado e, no horto, um sepulcro novo, em que ainda ninguém havia sido posto. (Ali, por causa da preparação dos judeus), puseram a Jesus”. Esse lugar fica também fora da cidade. Além desse existe outro túmulo que dizem ser o de Jesus, porém este ultimo, está longe do monte Calvário, pertencente à Igreja Católica e fica dentro da cidade velha. De qualquer maneira seja um, ou o outro, ambos estão vazios porque Jesus ressuscitou dos mortos para nunca mais morrer.

 

Logo após sua ressurreição surgiu a primeira história injuriosa e difamatória, deixemos Mateus falar, (Mateus 28:11 a 15) “E, quando iam, eis que alguns da guarda, chegando à cidade, anunciaram aos príncipes dos sacerdotes todas as coisas que haviam acontecido. E, congregados eles com os anciãos e tomando conselho entre si, deram muito dinheiro aos soldados, ordenando: Dizei: Vieram de noite os seus discípulos e, dormindo nós, o furtaram. E, se isso chegar a ser ouvido pelo governador, nós o persuadiremos e vos poremos em segurança. E eles, recebendo o dinheiro, fizeram como estavam instruídos. E foi divulgado esse dito entre os judeus, até ao dia de hoje”. No decorrer dos tempos outras e outras histórias e muitos Jesus foram surgindo pelo mundo para combaterem a veracidade da Bíblia e do Sacrifício Vicário de Cristo. Existe histórias que os discípulos ajudaram Jesus fugir para outra nação e que em sua fuga ele se estabelecera na Caxemira onde dizem existir também um túmulo de Cristo, é possível que tenha até mais de um, porque há muitos Jesus por aí. A Bíblia é uma questão de fé e não de história e os que crêem nela tem convicção de fé porque sabem muito bem em quem tem crido como disse o Apostolo Paulo em (2 Timóteo 1:12) “Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho, porque eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele Dia”.

 

Não estamos preocupados com túmulos e histórias e não vamos perder tempo com essas coisas, temos convicção de fé. Está no noticiário atual o encontro dos “escritos de Judas Iscariotes”, o traidor, que o apresenta como amigo intimo de Jesus, é simplesmente mais uma história berrante para tentar denegrir a veracidade bíblica. Não é de se admirar, porque hoje ainda temos os que crêem em historias de lobisomens, mulas sem cabeça e com certeza vão crer também nesse pseudo-evangelho. O importante é que o túmulo de Cristo está vazio e nada mais. A Bíblia diz que as mulheres que serviam o Mestre foram as primeiras a irem ao túmulo e em seguida alguns de Seus discípulos, porem, não consta que eles voltassem lá outras vezes, e eis o motivo: Leia com atenção o que diz o evangelista, (Lucas 24:4 e 5) “E aconteceu que, estando elas perplexas a esse respeito, eis que pararam junto delas dois varões com vestes resplandecentes. E, estando elas muito atemorizadas e abaixando o rosto para o chão, eles lhe disseram: Por que buscais o vivente entre os mortos?” Diante disso porque havemos de nos preocuparmos com túmulos e histórias?

 

A ressurreição de Jesus está mais do que provada, o Apostolo Paulo diz o seguinte: (1 Coríntios 15:6) “Depois, foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também”. E em (Atos 13:31) diz: “E ele, por muitos dias, foi visto pelos que subiram com ele da Galiléia a Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo”. E ainda em (1 Coríntios 15:5) diz: “E foi visto por Cefas e depois pelos doze”. Precisamos de mais provas? Prezado leitor, tenha cuidado para não se confundir com essas histórias, túmulos e com os muitos Jesus que aparecem por aí. A Palavra de Deus é infalível crei nela.                                                                                       Pr. Ismar  V. Malta.

COMENTÁRIOS POSTADOS

Nome: MARIANA HELEN SILVA DOS SANTOS

Data: 22/11/2013

Comentário:

JESUS VIVE

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nome: glenison da silva santos

Data: 20/11/2013

Comentário:

gostei;muito interesante

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ENVIE UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE TEXTO:

Nome:
E-mail:
   

Comentário:

(0 / 250)

Voltar

Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

© Copyright 2017 - Pastor Ismar Vieira Malta - Desenvolvido pela Agência de Sites Jundiaí e Portal Imóvel Já