Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

   
  O CRISTÃO E O MOTEL ...  
  ALEGRIA DO CRENTE SINCERO ...  
  Veja Mais ›  
 

 
  O NÚMERO SETE ...  
  DO NASCIMENTO A MORTE E DESTINO F ...  
  Veja Mais ›  
     
 

 
 
 
(11) 97374-6766
 

  
 
 

 
 

 
 
 Quem são os Ungidos de Deus?

Deus sempre escolheu pessoas para determinados trabalhos em sua obra.

Deus tem um propósito para cada pessoa na Sua obra e tem diversos cargos para as pessoas executarem. Para a parte administrativa a diretoria e na parte religiosa de modo geral, uns são chamados para Pastores, Presbíteros, Diáconos, cooperadores e etc. Temos um exemplo diferente de tratamento, nas igrejas da Ásia onde o próprio Jesus chamou os pastores presidentes de o Anjo da Igreja, esse é apenas um tratamento de honra porque ninguém será chamado para ser separado para anjo.

Na obra de Deus só não trabalha quem não quer porque tem trabalho para todos, das crianças aos idosos.

Vamos falar um pouco sobre os cargos citados.

Os diáconos foram escolhidos; para servirem as mesas, isto é, cuidar da ordem durante os cultos preparos da Santa Ceia, receber com carinho os visitantes, anotar endereços e etc. E isso é uma boa posição, Atos 6.3 Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Veja o que está escrito em I Timóteo 3.13 “Porque os que servirem bem como diáconos, adquirirá para si uma boa posição e muita confiança na fé que há em Cristo Jesus”. Isso não quer dizer que eles não possam pregar, Filipe e Estevão eram diáconos foram usados por Deus em pregações, na obra de Deus.

Os Presbíteros foram estabelecidos para serem colocados como auxiliares dos pastores, como que diz em Tito 1.5 Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei. Qual a responsabilidade do presbítero? A sua responsabilidade é de auxiliar o pastor na pregação da palavra, na direção de igrejas, em ungir enfermos e etc. Os presbíteros não podem fazer separações de ordem eclesiástica e batismos sem a ordem do pastor.

OS Pastores (foram ungidos ou separados?) para ministrarem, presidirem igrejas e zelarem pelos ensinos e doutrinas exclusivamente bíblicas e também pelos bons costumes. De acordo com os Estatutos Sociais das igrejas e o seu Ministério os pastores presidentes poderão separar (ungir no sentido simbólico) pastores, separar diáconos e presbíteros, enviarem missionários, e etc. enfim, administrarem ensinos e doutrina bíblica, com zelo e fidelidade, para que o Nome de Jesus seja por tudo glorificado.

Evangelistas são também ministros para auxiliarem os pastores no desempenho ministerial, porém, biblicamente falando seu trabalho é evangelizar e até substituir os pastores quando se fizer necessário.

Só nunca vi na Assembléia de Deus um evangelista ser presidente, porque o estatuto diz que o presidente é o pastor.

Apóstolos o Senhor somente escolheu doze, veja bem, Judas desviou-se e os apóstolos não separaram outro para substituí-lo, mas por voto comum foi escolhido o substituto como diz em Atos 1:26 “E, lançando-lhes sortes, caiu a sorte sobre Matias. E, por voto comum, foi contado com os onze apóstolos”. De quem nada mais ficou escrito na Bíblia.

Paulo foi chamado por Jesus para levar a Palavra aos gentios e ele mesmo diz que foi isso como um aborto I Coríntios 15.8 “E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo”. Hoje tem pessoas se autodenominando apóstolo e até separando apóstolos mesmo sem amparo bíblico.

ANJO DA IGREJA; veja bem; o chamado de anjo da igreja foi um tratamento de consideração que se referia ao pastor presidente, será que naquelas igrejas só tinha um pastor? Até hoje há muitos que costumam dizer o anjo da igreja quando se refere ao presidente nem todos usam esse tratamento, mas ainda tem muitos que assim dizem, sendo isso apenas um tratamento que em nada favorece e nem prejudica. Não se trata de cargo e sim um simples modo de tratar, examinem que ao se dirigir a igreja de Laodicéia  o Senhor chamou de anjo da igreja e o chamou também de desgraçado, miserável pobre cego e nu e em seguida ensinou-o caminho que ele deveria tomar. Apocalipse 3:17 a 19  “Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta (e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu), aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças, e vestes brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os olhos com colírio, para que vejas.

Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê, pois, zeloso e arrepende-te”.

 Considerações.

Os diáconos devem ser considerados como oficiais da igreja e os que trabalharem bem, será digno de honra e muito respeito.

Os presbíteros também devem ser considerados de muita honra e respeito, pois são auxiliares dos pastores e quando estão dirigindo igrejas também deve ser respeitados com honra como Pastor local. Os diáconos podem pregar, mas essa é uma incumbência dos pastores e presbíteros.

Os pastores devem ser considerados como separados para atenderem o trabalho do Senhor. O Apóstolo Paulo diz o seguinte; E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam; 1 Tessalonicenses 5:12

Muitos para criticá-lo dizem; será que só ele não erra, ele pode errar sim, pois ele é homem igual aos demais, mas vejamos como deve ser considerado o pastor presidente que é chamado de anjo da igreja, vejamos primeiro como DEUS diz em Números 12.6, 7e 8  E disse: Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós houver profeta, eu, o SENHOR, em visão a ele me farei conhecer, ou em sonhos falarei com ele. Não é assim com o meu servo Moisés que é fiel em toda a minha casa. Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a semelhança do SENHOR; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo, contra Moisés”? Veja como diz a Palavra de Deus com referencia ao rei Saul que era o ungido de Deus mesmo Saul estando desviado consultando feiticeira e querendo matar Davi que Deus tinha ungido como rei, mas veja como Davi se expressou; I Samuel 24. 6 “E disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, ao ungido do SENHOR, estendendo eu a minha mão contra ele; pois é o ungido do SENHOR. Sabe porque Davi disse isso, veja o que ele diz em I Samuel 26.9 “E disse Davi a Abisai: Nenhum dano lhe faças; porque quem estendeu a sua mão contra o ungido do SENHOR, e ficou inocente”? (Observem bem no Antigo Testamento os reis de Israel eram sim ungidos com azeite, mas o tempo da Graça isso nunca foi realizado, pois diz a Palavra de Deus para separar, estabelecer e não diz ungir).

Os cargos e títulos de hoje são para estabelecimento e a ordem na igreja exclusivamente aqui na terra, terminarão com a morte do ocupante e todos terminarão quando se der o arrebatamento!

O anjo (pastor Presidente) da igreja de Laodicéia estando em uma situação terrível, pois Jesus o disse que ele era desgraçado, miserável, pobre cego e nu, mesmo assim Jesus disse escreve ao ANJO da igreja que está em Laodicéia.

Quem fala contra o ungido (hoje separado) do Senhor mesmo que ele esteja errado não ficará inocente enquanto não se reconciliar com ele, isso se refere a todos os “ungidos”. Deus não nos colocou para julgar ninguém e principalmente os (ungidos) separados, porque a alma que pecar essa morrerá. Ezequiel 18.20 “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele”. Contudo jamais poderemos compartilhar com o pecado de modo algum, veja o que diz em Judas 1:23  e salvai alguns, arrebatando-os do fogo; tende deles misericórdia com temor, aborrecendo até a roupa manchada da carne.

 Isso foi tudo o que aprendi com os pastores (Patriarcas) com que cooperei por longos anos e jamais abrirei mão desses santos ensinos. Hoje contemplo mudanças em tudo até parte eclesiástica com a entrada da famigerada teologia da prosperidade nas igrejas, mas eu pretendo continuar até o fim com o que aprendi dos antigos pastores com exceção dos excessos.

Quando um pastor cometer erro gravíssimo tem o ministério local para resolver de acordo com a doutrina bíblica e os Estatutos da igreja, e levar a Convenção de maneira que a igreja seja preservada. Todos os ocupantes desses cargos devem fazer por onde sejam dignos deles, para com isso glorificarem o Nome de Jesus Cristo.

De maneira nenhuma poderão ser gananciosos como vemos muitos fazendo das igrejas como uma empresa particular e de sua propriedade, são exploradores e enganadores dos simples e dos incautos. Assim não são ungidos, mas convencidos.

 

Pr. Ismar Vieira Malta

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE TEXTO

Nome:
E-mail:
   

Comentário:

(0 / 250)

Voltar

Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

© Copyright 2017 - Pastor Ismar Vieira Malta - Desenvolvido pela Agência de Sites Jundiaí e Portal Imóvel Já