Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

   
  O SOL PAROU OU NÃO? ...  
  TEU PECADO TE ACHARÁ ...  
  Veja Mais ›  
 

 
  O MINISTRO E A CHAMADA MINISTERIA ...  
  A IGREJA SUBSTITUIU ISRAEL NO PLA ...  
  Veja Mais ›  
     
 

 
 
 
(11) 97374-6766
 

  
 
 

 
 

 
 

IINTERPRETAÇÕES BÍBLICAS E O PERIGO DA TEOLOGIA.

 

 

A Bíblia Sagrada é a gloriosa Palavra de Deus e isso é indiscutível.

A Bíblia interpreta a si mesma, isto é, você lê um texto e o contexto ajuda você compreender o assunto com mais clareza. A Bíblia tem linguagem direta e representativa muitas vezes por comparações e por parábolas para explicar a situação em que se encontra uma pessoa, ou uma nação, decisões erradas, imprudências etc.

Citaremos uma escolha errada tomada pelo povo com referencia a um governante e a comparação representativa usada pelo homem de Deus, que está registrada em (Juizes 9:7 a 9) “E, dizendo-o a Jotão, foi este, e pôs-se no cume do monte de Gerizim, e levantou a sua voz, e clamou, e disse-lhes: Ouvi-me a mim, cidadãos de Siquém, e Deus vos ouvirá a vós. Foram uma vez as árvores a ungir para si um rei e disseram à oliveira: Reina tu sobre nós. Porém a oliveira lhes disse: Deixaria eu a minha gordura, que Deus e os homens em mim prezam, e iria a labutar sobre as árvores”? Com a recusa da oliveira o convite foi feito a mais algumas arvores de boas qualidades e essas também rejeitaram o convite. Então fizeram o convite ao espinheiro para reinar sobre elas e este aceitou o convite. Com isto estava esclarecido que o povo tinha feito uma escolha errada sem direção, porque haviam escolhido um homem que para se fazer rei matara seus setenta irmãos, isso foi feito por Abimeleque (Juizes 9:5 e 6) “E veio à casa de seu pai, a Ofra, e matou os seus irmãos, os filhos de Jerubaal, setenta homens, sobre uma pedra. Porém Jotão, filho menor de Jerubaal, ficou, porque se tinha escondido. “Então, se ajuntaram todos os cidadãos de Siquém e toda Bete-Milo; e foram e levantaram a Abimeleque como rei, junto ao carvalho alto que está perto de Siquém”. Esse sanguinário Abimeleque foi comparado como espinheiro em linguagem representativa, foi uma tristeza em Israel. Outro exemplo: Deus mandou o profeta preparar alimento imundo para mostrar a Israel que sua desobediência ao Senhor os levaria à comer pão imundo entre as nações, isto é, seriam levados cativos e iriam sofrer muito, (Ezequiel 9:12 e 13) “E o que comeres será como bolos de cevada, e o cozerás com o esterco que sai do homem, diante dos olhos deles. E disse o SENHOR: Assim comerão os filhos de Israel o seu pão imundo, entre as nações, para onde serão lançados”. Com a objeção do profeta, Deus amenizou um pouco, veja (Ezequiel 9:14 e 15) “Então, disse eu: Ah! Senhor JEOVÁ! Eis que a minha alma não foi contaminada, porque nunca comi coisa morta, nem despedaçada, desde a minha mocidade até agora, nem carne abominável entrou na minha boca. E disse-me: Vê, tenho-te dado esterco de vacas, em lugar de esterco de homem; e com ele prepararás o teu pão”. Uma linguagem ilustrativa para toda a nação. Porque isso? Para ver se a nação entenderia a lição e dali por diante obedecessem aos ensinos santos deixando as imundícies espirituais que estavam vivendo. Poderíamos citar as parábolas escritas nos Evangelhos, como a do homem que construiu sua casa na rocha e o que construiu na areia simbolizando a imprudência e falta de base sólida na fé e isso estamos vendo hoje, muitos correndo atrás de curas, prosperidades, profetadas se esquecendo do principal, a salvação da alma, que é a base da fé evangélica. Escolhem caminhos errados!

No Salmo 22 Davi expressa em forma de cânticos o sofrimento e desprezo que o vindouro Messias sofreria. O profeta Isaias no capitulo 53 expressa com detalhes esses mesmos sofrimentos e desprezos do Messias, textos e contextos confirmando e tendo o seu cumprimento literal na crucificação de Jesus Cristo narrada nos Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João.

Com a vinda da Lei foram instituídos os holocaustos e ofertas de manjares tudo representando a Cristo e Seus sofrimentos, muitas vezes realizado em agradecimentos a Deus embora sendo representativos, outras vezes para santificação dos ofertantes. Tudo eram sombras do futuro. Nas ofertas de manjares e alguns sacrifícios quase sempre entrava flor de farinha (a essência da farinha o principal da farinha) e azeite. Todavia antes da lei já eram realizados oferendas ao Senhor, temos o primeiro exemplo que foi realizado por Caim e Abel (Gênesis 4:3 a 5) “E aconteceu, ao cabo de dias, que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR. E Abel trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o seu semblante”. Embora ainda não tivessem sido estabelecidas as ofertas, mas voluntariamente ambos trouxeram-nas.

Atentemos bem para os versículos acima, Abel trouxe das primícias das suas ovelhas e de Caim só diz que trouxe do fruto da terra, não diz que eram as primícias dos frutos, notamos a falta ainda que representativa da flor de farinha (essência) mesmo no abstrato ela deveria constar nessa oferta, porque qual é a essência da nossa crença, não é porventura a fé? Sim porque sem fé é impossível agradar a Deus, (Hebreus 11:6) “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam”.

Caim levou sua oferta sem fé (sem flor de farinha) e sem ela a oferta foi da carne e sendo da carne faltou também o azeite. Faltou o principal a fé. A oferta de Abel foi das primícias, isto é, foi realizada por fé e assim, ainda que no abstrato estava presente a flor de farinha e azeite no valor representativo e assim o Senhor aceitou e ainda advertiu a Caim que ele poderia dominar a situação e que haveria para ele aceitação, mas que o pecado estava as portas (Gênesis 4:6 e 7) “E o SENHOR disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não haverá aceitação para ti? E, se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e para ti será o seu desejo, e sobre ele dominarás”.

 A primeira vez que aparece flor de farinha é em (Gênesis 18:6) “E Abraão apressou-se em ir ter com Sara à tenda e disse-lhe: Amassa depressa três medidas de flor de farinha e faze bolos”.

Deus quer que em nossas ofertas conste a essência, o melhor, as primícias e nunca ofertarmos restos, ou coisas sem valor, veja (Malaquias 1:8) “Porque, quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não faz mal! E, quando ofereceis o coxo ou o enfermo, não faz mal! Ora, apresenta-o ao teu príncipe; terá ele agrado em ti? Ou aceitará ele a tua pessoa? - diz o SENHOR dos Exércitos”. Ainda em (2 Samuel 24:24) “Porém o rei disse a Araúna: Não, porém por certo preço to comprarei, porque não oferecerei ao SENHOR, meu Deus, holocaustos que me não custem nada. Assim, Davi comprou a eira e os bois por cinqüenta cíclos de prata”. Entendemos assim que em nossas ofertas tem que haver flor de farinha ainda que representativamente falando, mas tem que haver assim como houve na oferta de Abel que por fé trouxe das primícias ao Senhor.

Precisamos ter muito cuidado com as interpretações bíblicas que estão surgindo através da teologia sem embasamento bíblico.

 

O Perigo da Teologia.

 

 O que é teologia? Teologia é estudo sobre Deus e as coisas divinas.

A teologia é muito útil quando aplicada corretamente para esclarecer assuntos relacionados com Deus baseando-se na doutrina bíblica. Ultimamente aparecem muitos ensinos teológicos sem amparo bíblicos o que vêem deturpar os ensinos doutrinários da Bíblia levando a pessoa se distanciar dos ensinos sagrados. Precisamos ter cuidado com a escola que vamos estudar teologia examinar se seus ensinos têm base na Palavra de Deus, para não nos enveredarmos por heresias como vemos hoje; pregam-se curas interiores, decretos, promessas de prosperidades, orações por carteira profissional para encontrar empregos e outras aberrações, isso só podem vir de ensinos teológicos sem amparo da doutrina bíblica. Cura interior isso acontece quando aceitamos a Cristo, decretos; quem é o homem para decretar algo diante de Deus? Prosperidades, Jesus nos alertou que neste mundo teríamos aflições, e esse ensino leva a pessoa a pensar mais nas coisas da terra do que nas coisas de cima enquanto a Bíblia manda que pensemos nas coisas de cima e não nas coisas daqui, (Colossenses 3:2 a 4) “Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, também vós vos manifestareis com ele em glória”.

 

Outro perigo da teologia, e também grave, é o estudante ou teólogo deixa-la aninhar-se em seu coração tornando-o soberbo, orgulhoso achando-se sábio de mais o que o leva a aceitar somente sua interpretação considerando todas as demais erradas afastando-se assim da verdadeira teologia nos levando às heresias, é muito fácil de entender as interpretações teológicas, elas tem que serem consoantes com os ensinos bíblicos e temos que examina-las a luz da Bíblia com isenção de animo para não incorrermos no mesmo erro.

A teologia mal aplicada ou errada leva as pessoas a muitos outros erros tão graves que jamais poderemos aceita-los, existem hoje teólogos distorcendo tanto a Palavra de Deus dizendo que Atos dos Apóstolos e as Epistolas Apostólicas são apenas relatos e cartas dos apóstolos para os seus contemporâneos tendo somente valores históricos. Outros dizem que os livros de Josué até Malaquias também não são Bíblia são apenas históricos que narram eles o final da jornada de Israel com sua entrada em Canaã. Dizem eles que Bíblia é somente o Pentateuco e os Evangelhos, mas porventura esses também não são históricos? O Pentateuco não narra a criação do mundo, a chamada de Abraão, entrada, saída do Egito e jornada pelo deserto do povo hebreu até a parada final próxima do Rio Jordão? Os Evangelhos não narram a história de Cristo do Seu nascimento, vida, morte, ressurreição, aparecimentos após a ressurreição e Sua volta aos céus? Diante desses ensinos berrantes perguntamos o que é então a Bíblia simplesmente um livro histórico como outros livros quaisquer? De modo nenhum, a Bíblia é e sempre será a gloriosa e infalível Palavra de Deus. Há também pregadores dizendo que os milagres das multiplicações dos pães não existiram foram simplesmente simbólicos que visaram mostrar que pregando o Evangelho, isto é, anunciando a Cristo O Pão que desceu do céu faremos a multiplicação de fiéis. Outros dizem que o livro de Jó e Ester são apenas imaginários e folclóricos. Será que tudo agora é imaginário e simbólico? “Essas teologias e esses teólogos e todos os que assim ensinam” deveriam ler com mais cuidado o seguinte versículo; (Apocalipse 22:18 e 19) “Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, que estão escritas neste livro”.

Se deixarmos esses ensinos heréticos entrarem em nossos corações tudo estará perdido, mas nós diremos como o Apóstolo Paulo disse em (2 Timóteo 1:12) Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho, porque eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele Dia.

 

A teologia é muito boa e nos ajuda a entendermos os ensinos, porém, ela deve ser adequada a Bíblia e nunca quere adequar a Bíblia à teologia. Os que invertem os valores distorcendo a doutrina bíblica por certo caminharão de mal a pior, veja o que diz a Bíblia em (2 Timóteo 3:13) “Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados”.

Não deixemos faltar a flor de farinha e o azeite em nossa crença e seremos mais do que vencedores, (Romanos 8:37) “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou”.

Refutemos a falta de fé e os ensinos distorcidos que hoje infestam por ai e prossigamos a nossa carreira para o alvo certo (Filipenses 3:14) “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”.

Creia em Cristo e na Bíblia tal como está escrito.

 

Pr. Ismar Vieira Malta. 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE TEXTO

Nome:
E-mail:
   

Comentário:

(0 / 250)

Voltar

Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

© Copyright 2017 - Pastor Ismar Vieira Malta - Desenvolvido pela Agência de Sites Jundiaí e Portal Imóvel Já