Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

   
  PARA A ETERNIDADE EXISTEM DOIS CA ...  
  VIDA, ENFADO E CANSEIRA. ...  
  Veja Mais ›  
 

 
  EXISTE DIFERENÇA ENTRE A IGREJA D ...  
  ...  
  Veja Mais ›  
     
 

 
 
 
(11) 97374-6766
 

  
 
 

 
 

 
 

 

O PASTOR E A POLITICA.

Na opinião do Pastor Ismar Vieira Malta

 

 

Dado a perguntas que várias vezes me foram feitas quero esclarecer que nessa matéria expresso minha opinião a qual sempre foi a mesma a respeito do assunto em pauta, nunca pensei diferente do que relatarei a seguir. Na década de cinqüenta / sessenta, portanto aproximadamente há cinqüenta anos, eu trabalhava como torneiro mecânico na antiga Companhia Paulista de Estrada de Ferro em Marilia.

Na Igreja Assembléia de Deus daquela cidade, eu tinha o cargo de Presbítero tendo assim grande possibilidade de me candidatar e ser eleito vereador se desejasse. Essa era pretensão dos meus colegas de trabalho que insistiam comigo para que me candidatasse a vereador tendo como objetivo a possibilidade de que eu como vereador viesse a fazer alguma coisa em favor da classe ferroviária, mas eu nunca desejei ingressar-me na área política. Como Presbítero eu dirigia a Igreja em Pompéia, posteriormente, Paulópolis e Vera Cruz Paulista, assim sendo como poderia eu cuidar da responsabilidade religiosa e da política ao mesmo tempo? Eu teria que escolher a Igreja ou a política porque os dois cargos não combinam mesmo! Claro que escolhi o cargo religioso que era exercido voluntariamente e permaneço nele até hoje.

 

Moro aqui em Várzea Paulista desde Junho de1971 onde exerço como Pastor a liderança da Igreja Ev. Assembléia de Deus, Ministério de Várzea Paulista, sendo que aqui também já fui convidado para me candidatar a vereador, mas como sempre recusei o convite.

Quanto a pastores se candidatarem para cargos legislativos ou executivos, seria melhor entregarem seus cargos religiosos porque é impossível comungar a tribuna política e o púlpito religioso, é só refletir um pouco nas CPIs anunciadas pela mídia para se ter certeza disso. Existem muitos políticos religiosos já exercendo os respectivos cargos, mas alguém tomou conhecimento de benefícios de grande vulto promovidos por eles em favor das Igrejas? Já viram eles lutarem contra a famosa corrupção? Dizem eles que estão na política para certa proteção da Igreja, tomarão eles o lugar do Espírito Santo? Veja o que diz em Atos 20:28  Olhai, pois, por vós e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue”. Fomos chamados para cuidar de Igrejas e não de política. O Espírito Santo é o único que pode guardar, guiar, e proteger a Igreja. Veja o que diz em (João 16:13): “Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir”.

 

A meu ver, aquele que entra na política usando o cargo de pastor está atrás de um quinhão a mais ou fama, porque a responsabilidade pastoral é muito grande perante o publico e principalmente o povo religioso e também diante de Deus que estabeleceu esse cargo para o aperfeiçoamento dos santos conforme está escrito em (Efésios 4:11 e 12),  “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo.” De acordo com os versículos acima como pode uma pessoa cuidar da Igreja e da política ao mesmo tempo, principalmente na situação que se encontra a política não só no Brasil, mas em todo mundo? Examinem o que Cristo diz em (Mateus 6:24) “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” Para justificarem suas candidaturas tomam como base Davi que foi rei em Israel, José que foi governador do Egito e dizem que assim sendo eles militavam na política dessas nações, porém, se esquecem eles que esses homens foram chamados, eleitos e colocados nesses cargos por Deus e não por uma eleição municipal, estadual ou nacional. Como todos têm completa liberdade de agir e de se expressar, essa é minha opinião desde a minha juventude e será até que alguém me diga onde está na Bíblia a base para conciliar ministério pastoral e política.

 

Se me disser que José foi governador no Egito e Davi rei em Israel, como eu disse acima, creio sim que José foi de fato governador do Egito e Davi rei em Israel, mas eles disputaram eleições ou foram colocados nesses cargos por ordem expressa de Deus? Hoje se algum pasator me disser que Deus está lhe ordenando ser um político para disputar eleições seja no legislativo ou no executivo irei considerar um grande absurdo porque Jesus disse que o mundo jaz no maligno e ordenou aos Seus que anunciassem o Evangelho de Cristo para salvação da alma daquele que Nele crer. Se Deus quisesse reino de imediato aqui na terra quem iria impedi-lo? O homem sim sempre teve e sempre tem vontade de reinar aqui.   

Creia em Cristo, leia a Bíblia.

 

Pr. Ismar Vieira Malta

COMENTÁRIOS POSTADOS

Nome: magno lomanto

Data: 27/11/2012

Comentário:

louvo a Deus pela palavra do amado pastor Ismar. concordo plenamente com tudo que foi dito. pastor foi chamado para apascentar o rebaho dosenhor, nao para ser politico interesse pessoal e financeiro. cuidado pastores.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ENVIE UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE TEXTO:

Nome:
E-mail:
   

Comentário:

(0 / 250)

Voltar

Pr. IsmarLivros MensagensEstudosFotosContatos LinksHome

© Copyright 2018 - Pastor Ismar Vieira Malta - Desenvolvido pela Agência de Sites Jundiaí e Portal Imóvel Já